quarta-feira, 26 de julho de 2017

Os mais legais avôs e avós


Dia 26 de julho é comemorado o Dia dos Avós. Isso se deve ao fato de haver reminescência com o dia de Santa Ana e São Joaquim, os pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Creio que avós são um tipo de parente muito especial, dizem que você só aprende a ser pai e mãe de pois que vira avô, acho que porque pega a parte divertida da criação. Você já disse nãos, já botou limites, deu palmadas, já moldou o caráter dos filhos, já encaminhou eles para a independência e futuro, logo já pode relaxar e curtir a vida. Além da companhia dos netinhos, pode fazer mais piadas e ser menos rígido. Aliás, já dizia o velho ditado do mundo que os pais educam, os avós deseducam. No bom sentido. Os avós tem um colo especial, uma espécie de mágica e comida especial que aliviam as dores e inflam otimismo. Por sinal, comida de avó tem uma coisa que você não fica satisfeito até estar com a barriga cheia.

Eu pessoalmente me vejo mais como avó do que como mãe. Se bem que pra ser avó primeiro tem que ser mãe, então buga algo na cabeça. Contudo, pelo dia, selecionei algumas das vovós e vovôs mais legais. Alguns talvez não sejam propriamente avós de sangue, mas seu jeito sugere tanto esse carinho que não dá pra não mencionar. Aos que tem seus avós ou que tiveram e sentem saudade, deixo minha singela homenagem.


01. Vó Tala - Moana

"Se você não quer levar a culpa, fala que foi o porco". Essa relação me emocionou, porque talvez desde sempre Tala viu que Moana tinha algo dentro de si que ia além do que queriam que ela fosse. Ela era a louca da vila, sempre dançando na água com as arraias iguais a sua tatoo (cara, isso já faz dela uma vovó super moderna). Ela não se importava de incentivar Moana a seguir seu coração mesmo que isso fosse contra as ordens de seu pai (avós deseducam XD), inclusive dizia que obediência é importnte mas não se deve deixar de seguir seus sonhos por isso. Ela foi a que disse para que Moana fosse para o oceano atrás de Maui, dizendo que estaria com ela onde quer que fosse inclusive a cena do espírito dela encontrando a neta e dando força tocou fundo na alma.


02. Vovó Funny - Doug Funny

"Quer mais bolo Doug? Não sabia se gostava mais de calda de chocolate ou morango no sorvete por isso trouxe as duas". Segundo Doug não havia nada mais legal que uma temporada na casa da vovó Funny, com tanto mimo não é difícil entender porquê. Essa visita de pucos dias deu origem a um dos episódios mais engraçados do desenho, afinal com tantas guloseimas Doug ficou tão rechonchudo que precisou encarar uma dieta e exercícios pra entrar em forma. Creio que a vovó Funny mostra um lado bem comum às avós: a de deixar os netos comerem mais besteiras do que o normal, é um modo de demonstrar carinho afinal, para elas cozinhar é um ato de amor para com o outro.



03. Vovôs Bucket - A Fantástica Fábrica de Chocolate

Vovô Jorge, Vovó Georgina, Vovó Josefina e em especial, Vovô Joe. Devo dizer que mesmo tendo duas versões destes simpáticos senhores (a antiga e a atual), nas duas é conservada aquele carinho para com o netinho mesmo com tantas dificuldades financeiras. Na versão antiga, contudo alguns aparecem menos e são mais calados, mas as avós demonstram grande consideração tricotando parte de um cachecol para Charlie. Na versão atual, vovô Jorge é mais bravo e resmungão mas ainda com grande amor pra dar e incentiva Charlie a ir a fábrica. Vovô Joe na versão antiga é meio como que o pai de Charlie, o protege, dá esperança e se supera para acompanhá-lo até a fábrica. Os vovôs Bucket são o quarteto de velhinhos que qualquer criança e até adulto gostaria de ter por perto pra chamar de vovô e vovó.


04. Vovó Willow - Pocahontas

Antes da Vó Tala voltar como uma arraia, vovó Willow voltou como uma árvore. Em muitas culturas acredita-se que pessoas queridas podem voltar como animais ou outros elementos da natureza, logo a "avó" de Pocahontas voltou como uma árvore. Ela diz que tem 200 anos, logo é um espírito bem antigo e não poderia ser por parentesco avó, porém é dito que a própria mãe de Pocahontas foi até ela buscando conselhos sobre como encontrar o caminho e a filha também o fez posteriormente. Sendo uma árvore antiga ela já viu muito, está conectada com a terra e consegue ver além do material, não á toa que a netinha Pocahontas sempre se aconselhou com ela.


05. Vovó Fa - Mulan

Essa senhorinha sorridente não descansou até provar que Gri-li dava sorte e o entregar para Mulan no dia em que ela foi até a casamenteira. Ela mesmo estando meio como que de lado, não falando muito durante o filme, pediu proteção pra sua neta quando ela fugiu de casa, ficou surpresa quando Shang adentrou sua casa, ela era a pessoa mais engraçada da família e contagiava a todos com isso.


06. Olenna Tyrell - Game of Thrones

"Então você nega que seu neto tenha tais condutas com outros rapazes?" "De forma alguma, ele é um engolidor de espadas de cabo a rabo." Olenna Tyrell era conhecida por seu sarcasmo e respostas dadas na lata de quem quer que fosse. Ela não tinha medo de peitar os manda chuvas, ficou conhecida como a Rainha dos Espinhos porque mesmo tendo a rosa como símbolo não significava que não podia ser afiada. Pelos netos, ela não hesitava em partir pra cima se a causa fosse certa e direita, se fosse pra protegê-los de real perigo. Ela era astuta e muito inteligente, não a toa que discutia política tranquilamente e numa época em que homossexualidade era pecado e até doença, falar tão naturalmente sobre o neto sem o menor pudor ou vergonha demonstra amor incondicional.


07. Vovó Carmen - Chocolate com Pimenta

Essa é para os noveleiros de plantão. Vó Carmen era interpretada por Laura Cardoso na novela Chocolate com Pimenta. Ela era forte, criada na roça, mas ao mesmo tempo doce e sábia. Ela aconselhava a todos, protegia e estava sempre acalentando sua neta Ana Francisca. Ela tinha também aquilo de cozinhar e reunir todos a mesa. Uma das cenas foi quando ela fez um bolo, depois de tentativas mal sucedidas, todos estavam com medo de comer mas Carmen disse: "Se é pra experimentar o bolo, eu experimento, vó é vó", ou seja, avó tem essa coisa de apoiar e relevar erros dos netos mas sem deixar de educá-los e encorajar.


08. Tanana - Irmão Urso

Tanana não era avó de ninguém, mas de todos ao mesmo tempo. Era a xamã da aldeia de Kenai, a que trazia os totens para o ritual de iniciação, a que ia a montanha onde as luzes tocavam o chão e inspirava grande sabedoria. Todos a respeitavam e havia nela também um acolhimento e carinho para com os habitantes da aldeia, inclusive quando Kenai se transforma em urso, ela o mostra o que deve fazer. Uma luz no meio da escuridão.


09. Dona Benta - Sítio do Pica Pau Amarelo

Eis que de repente apareceu na minha cabeça que não podia faltar essa avó, uma das mais famosas do nosso país. Ela inclusive foi inspirada na própria avó de Lobato, cuja casa ele ía nas férias. Dona Benta foi interpretada por várias ao longo de décadas, porém ela sempre mostra o mesmo jeitinho e personificação: a daquela senhora sorridente, numa cadeira de balanço e coque apertado. Sempre primando pelo bem estar de seus netinhos, cuidando da casa e lógico, nunca deixando faltar bolinhos de chuva e guloseimas.


10. Dona Neves e Jaiminho - Chaves

Dona Neves era avó do Seu Madruga e a biscavó da Chiquinha. Com o rosto todo sardento, chorava, ainda que numa voz mais velha, igual a neta. Era meio metida a espertinha da mesma forma, mas sempre com muita energia e piadas. Sempre dava em cima do Jaiminho, o carteiro, outro senhor também com aquele ar de vovô, só que não muito ativo, pois sempre tentava evitar a fadiga.


E OS MEUS?

Vó Joana: Mãe da minha mãe. Sempre digo que avó é uma palavra que sinto falta de chamar, pois todas as minhas já faleceram. Mas devo dizer que todas deixaram seu legado. A vó Joana praticamente me criou, ela foi o exemplo de mulher forte, numa época em que feminismo nem era palavra o que dirá significado  mesmo sem ele, ela se separou de um marido que a maltratava e sustentou casa e filhos sozinha. A atração por artes manuais herdei dela. Cozinha e costura eram duas coisas que ela sabia fazer muito bem, aliás dar comida era uma das formas favoritas dela de demonstrar o quanto gostava de você. 

Vó Eulalia: Mãe do meu pai. Vó Eulalia era uma senhora que mesmo sem estudo deu lições valiosas para seus filhos e netos. Ela também cozinhava como os deuses e gostava das coisas simples da vida, era aquela senhora fácil de agradar e adorava cuidar da casa. Confesso que uma parte de mim também gosta muito e não é submissão ou humilhação nenhuma gostar disso. Mesmo sendo de origem simples, ela deixou uma das frases mais reflexivas e lição valiosa: "Meu filho, não fique com raiva, porque senão te dá aquela coisa feia e tu morre".

Vovozinha Ana: Tia da minha mãe. Também foi próxima, ela era um ser muito pequeno, era baixinha e magra, menor que eu, porém era um dos seres mais doces que já conheci. É emocionante saber que num ser tão pequeno havia tanta doçura. Não a toa que ela era uma doceira de mão cheia, com quem em grande parte aprendi a fazer bolos. Ela fez o bolo de casamento da minha mãe e o bolo do meu primeiro ano, num tempo em que as mulheres se juntavam nas festas e colocavam seus dons pra fora, ela tinha talento. Ela era uma pacificadora, a que procurava deixar todos bem, inclusive acreditamos que de tão boa ela não volta mais pra terra, simplesmente transcendeu.

Vô Walter: Pai da minha mãe. Vovô Walter é meio pavio curto, ele perdia a paciência facilmente, mas é muito bom e como é engenheiro, perco a conta de quantas coisas ele sabe fazer e me ensinou. Aprendi a fazer instalações elétricas, extensões e bocais com ele, ele me ensinou a furar a parede e também fazia tacos para que eu brincasse na praia. Ele trabalhou bastante na nossa casa de praia e botava a mão na massa, era a casa mais bonita da vizinhança e com isso aprendi muito. Especialmente sobre aprender a fazer as coisas por si mesmo.

Vovozinho Machado: Tio da minha mãe. Vovozinho foi meu professor de matemática até meu ensino médio. Ele também é muito inteligente e engraçado, seu apelido na juventude era Canário porque ele adora cantar e ele cantando Tim Maia é bonito e engraçado ao mesmo tempo. Ele sabe desenhar muito bem e projetar coisas, ajudou a fazer meu arco da Katniss e sempre está disposto a ajudar, como adora comer, sempre que posso mimo ele com comidas e guloseimas diferentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário